Farol

Últimas Notícias, Histórias Inspiradoras

10 tendências para 2018 na Qualidade e Testes de Software

14 Novembro, 2017

Todos os anos a indústria de Quality Assurance e Software Testing observa mudanças e desenvolvimento. O próximo ano não será excepção. Com tendências claras ao nível da performance e segurança, vão surgir novos desafios para os Testers, incentivando-os a uma contínua evolução de competências. A oferta da Olisipo para 2018 nesta área, em parceria com a SQS Academy, vai trazer várias novidades alinhadas com estas tendências.

1- O número de ferramentas Open Source vai aumentar

Este tipo de ferramentas vai dominar o cenário da indústria nos próximos anos, uma vez que é a principal escolha das empresas para melhorar a performance em termos de Agile, DevOps e Test Automation. Como resultado, os grupos que suportam as ferramentas open source vão estar cada vez mais activos e envolvidos.

2- A exigência de Qualidade e Rapidez vai aumentar

Produtos de alta qualidade entregues da forma mais rápida possível vão ser uma necessidade comum. As empresas serão obrigadas a aumentar os padrões de qualidade dos seus produtos de maneira a entregar a melhor experiência ao utilizador no menor período de tempo possível. Inevitavelmente, a solução passará também por uma maior automação. Os scripts de alta qualidade estão em expansão e sem sinal de abrandamento.

3- A procura de Engenheiros de Desenvolvimento de Software na indústria vai aumentar

O papel do engenheiro de software na indústria de Testes sempre foi diferente do tester tradicional. Com a evolução da automação, cada vez mais testers terão de assumir esse papel, e vice-versa.

4- Agile DevOps vão dominar

Os developers de automação de testes vão migrar para ambientes agile, se não o fizeram ainda. Há ainda uma inclinação para os testes tradicionais evoluírem para um modelo de Engenharia de Qualidade. Espera-se que a área de testes seja cada vez mais integrada na área de desenvolvimento nos próximos anos. Da mesma forma, o próprio desenvolvimento de software está cada vez mais de acordo com os princípios de testing. 

5- Aumento da importância do Big Data Testing

Com um volume de dados cada vez maior a todos os níveis do negócio, tem de existir uma estratégia de big data testing. Esta área requer uma série de ferramentas analíticas, técnicas e frameworks que estarão em expansão nos próximos anos.

6- Os Testes de Performance vão abrir caminho à Engenharia de Performance

O sucesso de diferentes plataformas, sistemas operativos e dispositivos depende da qualidade da experiência que oferecem ao utilizador . As táticas das empresas estão a mudar de maneira a oferecerem a melhor experiência possível aos seus clientes. Neste sentido, o foco está a passar para uma óptica de Engenharia de Performance.

7 – Os testes à Internet of Things vão aumentar

Com a IOT em crescendo e com cada vez mais falhas de segurança identificadas, esta é uma área com um mundo de oportunidades à espreita.

8 – Os testes digitais vão explodir

A grande maioria das organizações já iniciou a sua transformação digital. O foco de hoje está na entrega de produtos ao mercado com a maior brevidade possível, dando especial atenção ao controlo de qualidade e testes. Desta forma, a estratégia digital destas organizações tem de envolver uma optimização de testes funcionais em todos os canais.

9 – A Engenharia de Qualidade vai liderar com o DevOps

A metodologia DevOps recomenda uma aliança entre o negócio, o desenvolvimento e a generalidade dos profissionais de TI. Com a DevOps, a área de testes assume nova importância, uma vez que os developers passam a participar no processo desde o início. A eficiência desta ligação é uma tendência que se verifica nas empresas que entregam produtos com maior qualidade, da forma mais rápida e económica.

10 – Os orçamentos para testes de software vão aumentar

Com todas as tendências já apontadas, o resultado mais óbvio é este. O papel da área de testes e qualidade deixou de ser apenas um processo, são agora um dos principais focos subjacentes à entrega de um produto.

 

Fonte do artigo: Carl Aston; Gear Inc.